Quando falamos em novas tecnologias, a Internet das Coisas é uma das que desperta maior interesse. Isso se explica, principalmente, pelas possibilidades de aplicação proporcionadas pela conexão de dispositivos físicos e objetos diversos à Internet.

A IoT (Internet of Things da sigla em inglês) cria oportunidades múltiplas para a integração direta do mundo físico com sistemas baseados em computador, resultando em ganhos de eficiência. A tecnologia também permite que os próprios sistemas tomem decisões de forma automatizada, reduzindo a intervenção humana.

No post de hoje, vamos te apresentar algumas aplicações interessantes (e concretas) da Internet das Coisas na indústria da construção civil. Siga conosco. Este assunto é fascinante:

1) Manutenção preditiva

Um dos campos mais promissores para aplicações da Internet das Coisas na construção é na área de manutenção. Fabricantes de elevadores e de escadas rolantes vêm se aproveitando desta tecnologia para obter dados confiáveis da operação dos seus equipamentos, permitindo reduzir custos e aumentar a disponibilidade ao prever falhas antes de elas acontecerem.

Algo semelhante é oferecido para grandes consumidores de água. A instalação de sensores em reservatórios vem permitindo monitorar à distância, via Internet, os índices de consumo. Em caso de consumo fora do padrão, a ferramenta emite alertas e avisa o gestor, via SMS.

2) Controle de qualidade do concreto

Nos Estados Unidos, a Internet das Coisas vem sendo aproveitada para garantir a qualidade do concreto. Acoplados às armaduras, sensores conectados a smartphones indicam quando o material atingiu um nível de resistência confiável. Aqui no Brasil algumas concreteiras utilizam tecnologia baseada em IoT para gerenciar, monitorar e, eventualmente, ajustar o concreto durante o transporte. A plataforma utiliza sensores instalados no caminhão betoneira que medem, gerenciam e registram as propriedades do concreto no estado fresco.

3) Gestão de materiais no canteiro

A Internet das Coisas associada à marcação via etiquetas RFID (identificação por radiofrequência) vem auxiliando as construtoras a rastrear toda e qualquer movimentação de matéria-prima nos canteiros. No Brasil, a CCDI (Camargo Corrêa Desenvolvimento Imobiliário), é uma das empresas que utiliza essa tecnologia visando reduzir perdas e tornar o controle do estoque mais assertivo.

4) Mais segurança no canteiro

Um grande valor agregado pela IoT para a indústria da construção é a segurança dos trabalhadores por meio da tecnologia inserida em wearables (dispositivos vestíveis). Capacetes inteligentes, por exemplo, são capazes de transmitir dados e informações sobre as condições físicas dos profissionais e enviar alertas em situações de perigo. Eles também podem alertar o colaborador caso ele entre em local não autorizado, detectar vazamentos de gás, entre outras funções.

5) Controle de acesso

Soluções de Internet das Coisas integradas a bancos de dados em nuvem agilizam o controle de acesso aos canteiros de obras. Um exemplo é a catraca de acesso Autodoc que, em milésimos de segundos, checa se o colaborador possui a documentação completa e todos os treinamentos necessários antes de liberar a sua entrada na obra. Tecnologias deste tipo são capazes de reduzir drasticamente riscos legais e fiscais, além de facilitar o gerenciamento de colaboradores ao centralizar todo o processo de controle de documentação.

6) Monitoramento das estruturas

Já há soluções disponíveis que permitem aos administradores acompanhar em tempo real a integridade de pontes, viadutos e outras estruturas por meio de sensores sem fio. Esses dispositivos são capazes de detectar, por exemplo, acelerações, deformações e vibrações. Na área de instalações, a IoT permite identificar vazamentos de água em uma tubulação de forma extremamente precisa, evitando retrabalhos por não saber o ponto específico com problemas de estanqueidade.

No post de hoje você percebeu como as possibilidades são imensas quando falamos em Internet das Coisas. Este é um caso em que aplicar a expressão “o céu é o limite” não parece um exagero.

Conte-nos, este conteúdo foi útil para você? Não deixe de compartilhar suas impressões conosco no espaço de comentários. Se curtiu, compartilhe em suas redes!

Até a próxima!

Autodoc

Author Autodoc

More posts by Autodoc

Leave a Reply