Construção modular: o que é, quais são os seus benefícios e como está sua utilização pelo mundo?

Com o passar dos anos e o avanço da tecnologia, empreendimentos passaram a ser construídos de modo mais acelerado. Isso responde aos anseios de uma sociedade imediatista, que possui a necessidade de obter resultados mais rápidos. No entanto, além da velocidade, é necessário garantir qualidade, segurança e sustentabilidade. A construção modular é uma tendência capaz de agregar todos estes fatores.

Mas o que é construção modular?

Como o nome sugere, construção modular trata-se da construção com utilização de módulos individuais produzidos em fábricas especializadas, fora do canteiro de obras. Depois de prontos, esses módulos são transferidos para o canteiro, onde são montados para formarem casas e edifícios modulares. As matérias-primas utilizadas em construções modulares não diferem das utilizadas em construções tradicionais (como concreto, aço, madeira, dentre outras).

E quais são os benefícios da construção modular?

modular1 1024x683 - Construção modular: o que é, quais são os seus benefícios e como está sua utilização pelo mundo?

Velocidade de execução:

O fato da produção dos módulos ocorrer em fábricas acelera o processo construtivo. Isso acontece porque as fábricas são ambientes fechados, dessa forma, chuvas e outros eventos naturais não podem paralisar o andamento da construção como ocorreria em uma obra tradicional.

Outro fator que concede agilidade é de que os módulos chegam prontos ao canteiro. Com isso, diversas partes da obra podem ser construídas simultaneamente, eliminando dependências.

Projetos padronizados também ajudam a reduzir falhas e retrabalhos, e, naturalmente, poupam o tempo que demandaria a correção.

Custo reduzido:

Se tempo é dinheiro, outro benefício da construção modular é a economia. O fato de terminar suas construções mais rápido – que, por si só, já traz benefícios financeiros – ainda traz a possibilidade de mobilizar sua mão de obra e operação em outros projetos, resultando em mais obras concluídas.

A construção modular ainda reduz a geração de entulhos e o desperdício de materiais em até 1/3, o que também contribui para a redução de custos.

Qualidade garantida:

A qualidade de construções modulares é garantida, uma vez que módulos são construídos em ambiente controlado de fábrica. Isso resulta em uma fiscalização rigorosa, garantindo que todos os procedimentos de segurança e qualidade sejam cumpridos, e a qualidade dos materiais preservada.

Flexibilidade:

A construção modular é extremamente flexível às necessidades individuais de cada cliente. É possível criar diversos ambientes de forma muito rápida, além de realizar movimentações com facilidade para maiores mudanças de layout.

Sustentabilidade:

A construção modular possibilita um maior controle sobre a quantidade de recursos necessários para uma obra, e, assim, desperdícios são evitados. O volume de entulho gerado é menor e o gerenciamento de resíduos é mais eficaz.

O que tem contribuído para a popularização deste modelo de construção?

Além dos benefícios intrínsecos ao modelo de construção modular, citados anteriormente, fatores referentes ao contexto de desenvolvimento tecnológico que estamos vivendo têm impulsionado a adoção da construção modular ao redor do mundo, como o BIM e a impressão 3D. Com essas tecnologias, esse modelo de construção tem se tornado mais viável.

Conforme mencionado em nosso artigo sobre BIM, este conceito permite um melhor planejamento da obra, uma vez que todos os dados do projeto são centralizados.

Com o BIM aplicado à construção modular, os projetistas são capazes de verificar as dimensões que cada módulo deve ter e realizar testes antecipados, de modo a garantir uma produção mais assertiva.

Construção modular pelo mundo

Ásia

Com uma população de quase 1,4 bilhões de pessoas (2017), a China encontrou na construção modular uma solução prática e economicamente viável para combater o déficit habitacional do país.

Na Ásia também é comum a aplicação de construções modulares em situações de risco e desastres naturais. Durante tragédias, são usadas como ponto de distribuição de alimentos e postos de saúde. No Japão, foi utilizada para a reconstrução de áreas atingidas por terremotos em 2011.

EUA

Nos EUA, a construção modular é utilizada em bancos, hospitais, escolas, escritórios comerciais, terminais de ônibus e departamentos de polícia. Confira dois cases em que ela foi aplicada:

Lady Liberty Alliance Charter School:

A escola, localizada no estado de New Jersey, demorou apenas 263 dias para ficar pronta, ou seja, menos de um ano. Foi idealizada em um sistema modular híbrido de aço e madeira. Um dos destaques da obra é a criação de um pátio central, onde as crianças podem brincar seguramente, pois são facilmente monitoradas a partir dos corredores e escritórios do corpo docente.

O preenchimento de madeira ajudou a minimizar os custos com a edificação. Além disso, outras medidas trouxeram economia: fundações pré-fabricadas, componentes modulares construídos fora do local e componentes locais externos, incluindo passarelas de treliça ao ar livre e parque infantil relvado. Mesmo com um orçamento baixo, os arquitetos utilizaram materiais comuns em formas inovadoras para criar um edifício único adequado às necessidades de seu cliente.

ACLD Charles Evans Health Services Center:

O Centro de Serviços de Saúde ACLD Charles Evan está localizado em Nova Iorque, e também foi construído em menos de 1 ano. O hospital recebeu esse nome em homenagem a Charles Evan, fundador da casa de moda Evan-Picone e defensor de causas beneficentes e comunitárias.

O primeiro piso é um centro de diagnóstico e tratamento com salas para exames médicos e dentais e realização de Raio-X. O segundo piso contém serviços como salas de terapia, escritórios administrativos e de aconselhamento.

Outros destaques dessa construção, incluem dois andares de um átrio totalmente envidraçado e uma escadaria monumental. A fachada exterior é uma parede de cortina envidraçada e sistema de revestimento EIFS para um visual moderno e bonito. O acabamento do prédio foi feito em tons quentes e suaves, tendo paredes pintadas com toques de vinil, incluindo pisos de cerâmica e carpete.

O edifício de aço e concreto foi construído na fábrica com todos os módulos sendo produzidos juntos para um ajuste e acabamento mais precisos. Todos os módulos foram dispostos de modo que suportassem o sistema de parede cortina. O telhado e a copa na entrada principal foram projetados para se adaptarem a períodos de neve em Nova Iorque.

O tempo de instalação dos módulos no local e o custo com mão de obra foram reduzidos significativamente, pois foram construídos juntos na fábrica e saíram de lá com a garantia de que se encaixavam perfeitamente.

Construções modulares no Brasil

Por incrível que pareça, a construção modular já está presente no Brasil há quase 20 anos.

No Rio de Janeiro, a construção modular foi utilizada na implantação de Unidades de Polícia Pacificadora em comunidades, devido às ocupações rápidas, o método tradicional não é conveniente, e a construção modular se torna uma alternativa. No Brasil, também é comum a utilização deste método para construção de postos de saúde.

Apesar de ter sido usada nos casos anteriores, e ser utilizada já há alguns anos, a construção modular ainda não é comum no Brasil, entenda a seguir os principais motivos disso.

Obstáculos para a adoção da construção modular Brasil

  1. Modelos tradicionais bem consolidados, resultam em resistência à implantação do modelo modular. Isso se deve também, a conflitos de interesses no mercado.
  2. Apesar do gasto com matéria-prima e mão de obra nas construções modulares ser menor do que nas convencionais, os custos com tributos no país favorecem a implantação da construção tradicional, e tornam a modular inviável.
  3. A logística e a infraestrutura do país são insuficientes para a adoção em todo o território nacional.
  4. O fornecimento de materiais é pouco cooperativo, faltam equipamentos e ocorre dependência por produtos importados.
  5. A construção modular está alinhada com o uso do BIM, que ainda é pouco difundido no país.