Método Engenharia é referência para a indústria brasileira da construção, principalmente pela qualidade de sua engenharia e pelas soluções inovadoras que sempre buscou e aplicou na edificação de empreendimentos. Com mais de quatro décadas de história, adaptou-se às exigências do mercado e tornou-se líder em soluções de engenharia e construção de alta complexidade, atuando nos segmentos de edificações corporativas, hoteleiro, hospitalar, shoppings centers e indústria.

Diante do avanço tecnológico nos últimos anos, a liderança da Método não poderia ser diferente em relação à adoção de ferramentas de TI para automatizar processos na construção civil. Há alguns anos, a Método tem investido em diversas tecnologias, softwares e aplicativos especializados em gerenciamento de processos e controle de atividades específicas nas fases de projeto.

Maior qualidade e eficiência na gestão de projetos

Um dos grandes desafios na construção civil se refere à coordenação de projetos, principalmente em relação ao gerenciamento da extensa quantidade de documentos e de atualizações de informações de projetos de diversas disciplinas.

Para otimizar o processo de troca e armazenamento de informações e aumentar a eficiência do gerenciamento de documentos, a Método, desde 2014, utiliza o Autodoc Projetos como ferramenta de colaboração on-line para todos os seus projetos.

A adoção do sistema Autodoc pela Método partiu da premissa principal de que a gestão eficiente dos documentos e informações sobre Projetos para a execução de obras é fundamental para garantir a qualidade do serviço. É necessário, por exemplo, controlar as permissões de acesso aos arquivos digitais, controlar suas revisões, garantir que a revisão atualizada esteja disponível para todos os intervenientes no processo, atribuir responsabilidades pela emissão de cópias físicas, garantir que não haja cópias de arquivos obsoletos em uso pela equipe de produção.

“Até há pouco tempo, antes da disponibilidade do sistema de colaboração on-line, era necessário um controle manual das cópias das folhas de projeto em campo, com a utilização de carimbos de liberação e um grande esforço para fiscalização dos status das vias impressas. Identificar se os arquivos estavam atualizados exigia a consulta a documentos auxiliares, sendo que o dinamismo das atualizações de arquivos na construção civil exige uma grande frequência desta fiscalização”, comenta a Arq. Ana Bárbara Ivo da Fonseca, integrante da equipe de Coordenação de Projetos e BIM da Método.

A Método discutia em suas reuniões de inovação e tecnologia esses desafios e buscava uma nova forma de rastrear informações detalhadas das cópias de projeto com o uso de um selo do tipo QR Code, quando a Autodoc, no início de 2015, formulou este recurso no sistema Autodoc Projetos para disponibilizar aos seus clientes. Estabeleceu-se, então, uma colaboração ainda mais intensa e produtiva entre a Método e a Autodoc para adequação deste novo módulo às necessidades das equipes de Coordenação de Projetos em obra.

A experiência da Método com o módulo QR Code

A aplicação prática do Módulo QR nas páginas dos projetos aconteceu incialmente em duas obras de tipologias diferentes da Método: em um shopping em Itaquaquecetuba e em um edifício corporativo em Osasco. A aplicação inicial não apresentou nenhuma dificuldade quanto à capacitação para utilização do QR pelos coordenadores dos sites dos projetos, e os ajustes do recurso foram ocorrendo de acordo com as necessidades das equipes e a verificação prática do módulo nessas obras.

“Foi necessário, por exemplo, adequar os formatos dos arquivos PDFs para a inserção do selo, além de compreender as particularidades do processo de geração dos PDFs, a partir dos softwares de projeto, para que fosse possível viabilizar opções, dentro do próprio sistema da Autodoc, para posicionar o selo no local certo da folha, conforme rotação do arquivo”, explica a Arq. Ana Bárbara.

No aparelho celular, a leitura do QR também passou por ajustes, como a sugestão de inclusão de um login de acesso para permitir a confirmação do recebimento apenas por parte daqueles que realmente estivessem envolvidos com aquela etapa do processo de projeto. Foi discutido ainda com a Autodoc o formato do controle de distribuição das cópias, para poder flexibilizar a emissão de formulários pela equipe da Método de forma digital e em formato de planilha.

“O interessante de todo este processo de aperfeiçoamento do Módulo QR Code para uso em nossas obras foi a forma como ocorreu: a partir de nossa experiência com coordenação de projetos em campo e nosso feedback contínuo com o uso do módulo em obras, a Autodoc  sempre retornava com novas soluções para serem aplicadas e seus resultados práticos verificados ”, relata a Arq. Ana Bárbara.

Vantagens e resultados do módulo QR Code

Segundo a Método, a principal vantagem da utilização do selo QR Code nos documentos impressos está em sua rastreabilidade na obra, que acontece a partir do momento em que há liberação de desenhos para a obra.

“Embora a Método tenha um processo definido para o controle e distribuição de projetos em campo, o QR Code veio contribuir e muito para a padronização desse processo. Essa tecnologia nos proporcionou maior rastreabilidade, segurança, padronização e velocidade no processo, tudo em um único sistema que pode ser acessado de qualquer lugar via internet. A possibilidade que o sistema oferece para rastrear o projeto, e principalmente conferir a revisão apenas com o escaneamento via celular em qualquer lugar da obra, agiliza muito o processo de controle dos projetos, diminuindo consideravelmente o risco de projetos obsoletos em campo”, comenta o Arq. Julio Cesar Nantes de Almeida, integrante da equipe de Coordenação de Projetos e BIM da Método.

Nesta fase do Projeto, a utilização do módulo de colaboração da Autodoc é suficiente para garantir que todos tenham acesso aos documentos digitais, em suas revisões mais atualizadas. O controle da distribuição física de cópias passa a ser crucial quando da sua utilização para a execução da obra. Neste momento, o número de intervenientes com acesso aos documentos de projeto aumenta, e as condições às quais as plotagens são submetidas exigem um controle eficiente dos documentos físicos que estão sendo utilizados pela equipe de campo na obra.

Com a aplicação do selo QR Code nas cópias impressas de Projeto, a verificação do status dos arquivos é imediata. Por meio de um leitor de QR Code – acessível e gratuito para qualquer smart phone –, em poucos segundos pode-se verificar se as cópias disponíveis em campo estão atualizadas e controladas.

Controlar a distribuição e quantidade de cópias disponíveis, bem como os responsáveis por estas cópias, também é um processo que se torna muito mais fácil com este recurso, pois é possível concentrar todas as informações, inclusive de devolução de cópias obsoletas, a partir de um único dispositivo no celular, e, se necessário, gerenciar as informações por meio das planilhas emitidas a partir do site do projeto na Autodoc.

”Com o sistema QR Code, todos podem descobrir se o projeto utilizado está na revisão correta ou não. Isso reduziu muito os retrabalhos em campo, em função de projetos estarem sendo executados em revisão errada. A fiscalização ficou muito mais eficaz. Podemos afirmar, com toda a certeza, que a automatização deste processo ajudou muito a criar um padrão para essa atividade na Método, ou seja, indiferente de qualquer obra que você esteja, o processo é o mesmo para todos e a rastreabilidade da informação ficou sistêmica”, conclui o Arq. Julio Cesar.

Confira o uso do QR Code pela equipe de coordenação de projetos da Método

Autodoc

Author Autodoc

More posts by Autodoc

Leave a Reply