Skip to main content

Elaboração desses manuais é decisiva para organizar objetivos, alinhar expectativas e garantir uma implementação mais assertiva do BIM.
Com status de evolução inevitável e irreversível, o BIM (Building Modeling Information) está associado a ganhos de produtividade e à maior confiabilidade de projetos, processos de planejamento e controle de obras. Essas vantagens, contudo, dependem de uma implantação bem consolidada, baseada em documentos para alinhar expectativas e evitar desgastes entre os diferentes agentes envolvidos na produção, uso e gestão do modelo. Estamos falando, principalmente do BEP, do BIP e do BIM Mandate. Quer saber mais sobre a importância e a abrangência desses manuais? Então, continue conosco:

Planos de implementação (BIP)

O BIM Implementation Plan (BIP), em português plano de implementação BIM, é um documento que define políticas, procedimentos, objetivos, estratégias e ações  para garantir que os fluxos de trabalho sejam gerenciados com sucesso.

Desenvolvido por consultores especialistas através de um diagnóstico da organização, o BIP deve refletir os objetivos, as aspirações e o grau de maturidade da organização, além de propor soluções para otimizar a implementação BIM. A ideia é que o plano garanta que todos os níveis da empresa compreendam a modelagem da informação através de seus processos.

Uma das primeiras etapas em uma jornada de adoção do BIM, o plano de implementação deve responder questões como: 

  • Qual a meta de utilização do BIM para a empresa? 
  • Em quais projetos a empresa pretende utilizar o BIM?
  • Qual o prazo de implementação?

Plano de execução (BEP)

Complementar ao BIP, o BIM Execution Plan (BEP) apresenta diretrizes e critérios para implantar a modelagem da informação em um projeto específico. Ele define, por exemplo, quais serão os usos do modelo, as responsabilidades durante o desenvolvimento de projeto, marcos e entregas de projeto, como vai ser feita a coordenação, quais serão os softwares a serem utilizados, entre outros aspectos. 

O BEP é preparado pelo prestador de serviço para descrever como ele irá desenvolver o trabalho em BIM. Ele pode ser elaborado antes que o contrato seja aprovado, para que o fornecedor possa demonstrar sua abordagem e competência. Ele também pode, e deve, ser realizado após o fechamento do contrato, incluindo maior detalhamento das informações.

BIM Mandate

Fundamental para quem contrata projetos, o BIM Mandate é um manual no qual são detalhados diretrizes, especificações e padrões esperados dos projetos. Esse documento apresenta informações específicas sobre os entregáveis exigidos para as empresas de projeto, bem como o nível de profundidade esperados. Determinar previamente a finalidade do modelo é de suma importância para garantir que ele disponha de informações com o formato e detalhamento adequados para viabilizar o uso em questão.

O BIM Mandate estabelece em quais formatos os dados deverão ser entregues, viabilizando a colaboração e interoperabilidade. Ele também inclui uma planilha que define o momento em que cada informação deve ser inserida.

Além de definir as aplicações do modelo e detalhar procedimentos de comunicação entre os agentes, o manual deve:

  • Definir extensões de entradas e saídas, softwares utilizados e versões;
  • Padronizar nomenclaturas;
  • Apresentar diretrizes de integração dos modelos (interoperabilidade), matriz de responsabilidades e critérios para definir interferências;
  • Definir o nível de desenvolvimento do modelo em cada etapa de entrega (LOD) e as documentações entregues pelos projetistas.

Como você sabe, o BIM vai muito além de um conjunto de softwares. Trata-se de um processo evolutivo baseado em gestão da informação e em colaboração,  que muda drasticamente a forma de recebimento e os escopos dos projetos. Por isso é tão importante uma revisão profunda de processos para apoiar a implantação do BIM.

Nesse ponto, dispor de documentações como o BIP, o BEP e o BIM Mandate é um fator de sucesso. Ao organizar objetivos e alinhar expectativas, esses documentos permitem que a adoção do BIM evolua de forma contínua e gradativa, passo a passo, como tem que ser.

A Autodoc integra o BIM Fórum Brasil, uma associação civil de âmbito nacional sem fins lucrativos que reúne diversos agentes da cadeia da construção. Se quiser saber mais sobre esse assunto ou tirar dúvidas, não deixe de nos contatar! Nossos autodockers vão adorar falar mais sobre o BIM.

Até breve!

O uso bem-sucedido do BIM requer a revisão de processos internos e a elaboração de alguns manuais como o BIP (plano de implementação), o BEP (plano de execução) e o BIM Mandate. Saiba mais sobre a importância e a abrangência desses documentos.

Leia também:

Autodoc

Autor Autodoc

Mais posts de Autodoc

Deixe um Comentário