Skip to main content

As normas ISO (International Organization for Standardization) são ferramentas bastante conhecidas para otimizar processos, garantindo uma gestão focada em qualidade e na satisfação do cliente. Tema do nosso post de hoje, esses referenciais adquirem ainda maior relevância no cenário atual de aquecimento do mercado imobiliário. Continue conosco para saber mais:

Acervo de normas de gestão

O aumento do número de obras gera uma série de oportunidades para a cadeia da construção e, também, desafios relacionados ao controle da qualidade nos canteiros. Problemas como baixa eficiência e não conformidades de materiais e serviços induzem vícios construtivos e comprometem o desempenho do produto final. Como resultado, além do desgaste à imagem do construtor perante o mercado, há custos elevados com assistência técnica e manutenção ao longo da vida útil dos empreendimentos.

Criado em 1974, o sistema ISO consiste em um conjunto de normas para certificar organizações de diversos setores quanto à qualidade de seus produtos e serviços. A ISO é representada, no Brasil, pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

Embora a ISO 9001 seja a norma mais conhecida, há outros três documentos ISO muito presentes na rotina das construtoras. O primeiro deles é a ISO 45.001: Gestão de Saúde e Segurança Ocupacional, que visa eliminar ou minimizar os riscos relacionados à segurança do trabalho. 

Outro referencial é a ISO 14.001: Sistema de Gestão Ambiental, que foca a obtenção de um desempenho ambiental adequado, por meio do controle dos impactos das atividades, produtos e serviços da empresa.

Há, ainda a ISO 50.001 —  Sistemas de Gestão de Energia —  Requisitos. Publicada pela primeira vez em 2011, essa norma traz diretrizes para organizações públicas e privadas desenvolverem processos que melhorem o seu desempenho energético.

ISO 9001, referência em qualidade

As normas ISO 9001 norteiam a melhoria da qualidade e são essenciais para as empresas que desejam se manter competitivas no mercado. Elas padronizam a execução dos serviços, promovem maior controle sobre os materiais, proporcionam maior capacitação dos colaboradores e monitoram a verificação da satisfação dos clientes.

Referência para programas de certificação como PBQP-H (Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade do Habitat), as normas ISO são atualizadas de tempos em tempos. Publicada em 2015, a versão mais recente da ISO 9001 define como princípios:

  • Foco no cliente
  • Liderança
  • Engajamento das pessoas
  • Abordagem de processo
  • Melhoria contínua
  • Decisão baseada em informação
  • Gestão de relacionamento

Baseadas no conceito do PDCA (plan-do-check-act), o sistema ISO 9001 oferece um conjunto de orientações para ajudar as empresas na implantação de um Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ) bem-sucedido.

Gestão da qualidade na era digital

Atender as exigências da ISO 9001 envolve muita informação documentada, que precisa ser atualizada e disponibilizada com confiabilidade. Muitas empresas enfrentam dificuldades nesta etapa, especialmente quando os processos de gestão da qualidade são realizados de modo manual. Nesse contexto, a digitalização tornou-se vital para empresas centralizarem informações, gerarem indicadores de desempenho e controlarem treinamentos e auditorias.

A Autodoc possui em seu portfólio dois produtos desenvolvidos para as necessidades das construtoras quanto ao controle de qualidade. O primeiro deles é o Autodoc Qualidade, para gestão de não conformidades e com soluções totalmente aderentes às exigências das normas ISO 9001 e do PBQP-H. Há, também, o Autodoc FVS, para verificação digitalizada de serviços e materiais. Entre em contato conosco para obter mais informações sobre essas soluções!

Esse texto foi útil para você? Se curtiu, não deixe de compartilhá-lo em suas redes!

Até a próxima!

Leia também:


Autodoc

Autor Autodoc

Mais posts de Autodoc

Deixe um Comentário