As empresas da Construção Civil precisam administrar uma série de exigências e procedimentos para assegurar boas condições de saúde e segurança para os seus colaboradores. Entre elas, destaca-se o Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho, tema do post de hoje. Você certamente já sabe o que é o SESMT, certo? Mas você sabia que quando bem dimensionado, ele pode auxiliar as empresas a reduzir custos com acidentes do trabalho e doenças ocupacionais? Continue conosco para entender melhor:

Para que serve o SESMT?

Composto por uma equipe especializada em saúde e segurança, o SESMT é previsto no artigo 162 da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) e descrito na Norma Regulamentadora 04 (NR-4). 

Com valor de norma, ele tem a função de alertar os funcionários sobre novas doenças e promover ações para a prevenção de acidentes. Mais recentemente, diante da necessidade de controlar contaminações de Covid-19, o SESMT tornou-se ainda mais relevante nos canteiros.

São funções do Serviço:

  • Realizar atendimentos médicos;
  • Implementar ações de prevenção a doenças, como campanhas de vacinação;
  • Realizar inspeções no local de trabalho para verificar se todos os equipamentos estão funcionando de forma correta;
  • Determinar o uso dos EPI’S;
  • Promover palestras sobre saúde e segurança no trabalho;
  • Avaliar riscos ambientais;
  • Executar ações que melhorem as condições de segurança no ambiente de trabalho;
  • Planejar medidas preventivas de segurança.

Como dimensionar o SESMT?

De acordo com a NR-4, todas as empresas públicas e privadas que possuem funcionários regidos pela CLT devem manter uma equipe de SESMT. Os integrantes precisam ser contratados pela empresa para realizar exclusivamente serviços relacionados à segurança e à medicina do trabalho.

Os cargos que podem compor o SESMT são: médico do trabalho, enfermeiro do trabalho, auxiliar de enfermagem do trabalho, engenheiro de segurança do trabalho e técnico de segurança do trabalho.

Em função do ramo de atividade da empresa e da quantidade de funcionários que ela possui são definidos a qualificação e a quantidade de profissionais necessários para compor o grupo.

A tabela abaixo atribui um grau de risco a cada ramo de atividade, de 1 a 4.

​​​​​​​Fonte: NR-4

Com base no grau de risco, é definida a quantidade de empregados, e assim, dimensionada a equipe de SESMT, conforme a tabela 2:

Fonte: NR-4

A importância do Serviço de Segurança e Medicina do Trabalho

Há quem veja o SESMT apenas como um gasto extra dentro da empresa. Mas deve-se lembrar que, por meio desse serviço, é possível contribuir para a saúde dos colaboradores e diminuir custos com acidentes do trabalho e doenças ocupacionais.

Entre os benefícios agregados pela equipe de medicina do trabalho, é possível listar:

  • Reduz riscos ambientais no ambiente de trabalho;
  • Assegura medidas preventivas para a saúde e segurança;
  • Diminui índices de afastamentos e processos;
  • Reduz a possibilidade de multas por parte dos órgãos fiscalizadores;
  • Evita problemas com a imagem do negócio perante o mercado e prejuízos financeiros devido à falta de ações para promover a saúde e a segurança dos colaboradores; 
  • Colabora para um ambiente organizacional mais saudável.

Documentação em ordem

Quando falamos em segurança do trabalho, não basta adotar boas práticas. É preciso comprová-las. Nesse contexto, documentar todas as ações e ter à mão o registro de documentos é fundamental.

Uma ação vital para a segurança das empresas é o controle de toda a documentação legal e fiscal. O modo mais eficaz de se realizar essa gestão é via software, especialmente quando integrado com as catracas de acesso ao canteiro de obras. Essa integração possibilita, por exemplo, que a catraca identifique instantaneamente e bloqueie o acesso se for identificado que o colaborador possui pendências ou inconsistências em sua documentação.

Se quiser conhecer  uma solução de gestão de documentos capaz de elevar a segurança em seus canteiros a outro nível, clique aqui.

Esse artigo foi útil para você? Se curtiu, não deixe de compartilhá-lo em suas redes!

Até breve!

Leia também:

Como a TI está revolucionando a forma de se trabalhar na construção

Conheça as principais mudanças trazidas pela nova  NR18

Canteiros inteligentes: oportunidades e desafios para implantação

Webinar Autodoc – Qual o impacto da LGPD na construção civil? Descubra! É em 23/11 às 17h. Inscreva-se já!
Autodoc

Autor Autodoc

Mais posts de Autodoc

Deixe um Comentário