Você sabe que, entre as variáveis que impactam o desenvolvimento dos projetos na indústria da construção, a gestão do cronograma de obras é uma das mais críticas, não é mesmo? 

Ao estabelecer os marcos de início e fim das atividades a partir de uma cadeia sequencial e lógica, o cronograma assegura que as etapas sejam concluídas dentro do prazo pré-definido. Para as construtoras isso é mais que importante. Afinal, o cumprimento dos prazos está relacionado a uma gestão profissional, à eficiência e à redução de riscos.

Ficou interessado em saber mais sobre esse tema? Então, siga conosco:   

Como criar um cronograma de obra eficiente?

Um bom cronograma agrega uma série de benefícios para as empresas. Ele pode, por exemplo, aumentar o foco e a produtividade das equipes, ao proporcionar mais clareza sobre o que é preciso ser feito. 

Em especial no caso da gestão das obras, além de atender os prazos, o cronograma ajuda a: 

  • Controlar os recursos financeiros;
  • Programar compras;
  • Gerir e contratar recursos humanos;
  • Permite ao gestor se antecipar a eventuais obstáculos e entraves em processos;
  • Gerenciar riscos e imprevistos.

A elaboração de um cronograma consistente começa com a definição de um escopo claro, passando pelo entendimento completo de todas as etapas e dos recursos necessários para encaminhar o projeto até o fim. 

De maneira simplificada, elaborar um cronograma requer:

  • Planejar o gerenciamento do cronograma;
  • Definir as atividades específicas que devem ser executadas para produzir as entregas do projeto;
  • Sequenciar as atividades, estimando a duração de cada uma delas. Nesse ponto, uma dica é usar dados de obras semelhantes já realizadas como referência;
  • Estimar a quantidade de períodos de trabalho que serão necessários para completar cada atividade;
  • Desenvolver e controlar a evolução das etapas no decorrer do tempo;
  • Gerenciar eventuais mudanças. Você sabe que, em obras, os imprevistos acontecem a todo momento. O mais importante é buscar se antecipar a esses contratempos e agir rápido para minimizar os danos.

Um desafio particular para quem elabora cronogramas de obras é lidar com as atividades predecessoras, sucessoras e simultâneas. No primeiro grupo estão aqueles serviços que precisam ser finalizados, pelo menos em parte, para que a progressão da obra. As atividades sucessoras são as que precisam ser realizadas imediatamente depois. As simultâneas, finalmente, são as que devem acontecer ao mesmo tempo, para garantir o resultado desejado.

Como a tecnologia pode ajudar?

Há múltiplas soluções tecnológicas para auxiliar os engenheiros na produção e gerenciamento de cronogramas. Entre elas, há as populares planilhas eletrônicas, como as do Excel, que embora simples, permitem gerar o Gráfico de Gantt para monitoramento da evolução do seu projeto após a inserção de todos os dados. Há, também, o MS Project, software muito utilizado em todo o mundo para gerenciamento de projetos.

De modo geral, o ideal é trabalhar com um software de gestão integrado para planejamento e obra, capaz de oferecer opções de construção para o cronograma. Também é importante que, independente da solução utilizada, ela possibilite uma visualização clara, com diferenciação das atividades preferencialmente em uma tela só.

Quer conhecer soluções digitais inovadoras capazes de ajudar os profissionais que projetam, planejam e constroem a otimizarem o seu tempo? Então não deixe de contatar a Autodoc.

Esse post foi útil para você? Se curtiu, não esqueça de deixar um comentário e compartilhar em suas redes!

Até a próxima!

Leia também
Softwares de gerenciamento de projetos usados na construção civil
4 dicas para gestão de projetos na construção civil
Saiba como o lean construction pode ajudar a sua empresa

https://landingpage.site.autodoc.com.br/guia-desafios-bim
Autodoc

Author Autodoc

More posts by Autodoc

Leave a Reply