A Internet das Coisas (IoT da sigla em inglês) está transformando empresas em todos os setores e impulsionando inovações ao permitir aos objetos processar, armazenar e trocar informações entre si através da Internet.

Mas aproveitar todo o potencial desta tecnologia requer a superação de uma série de desafios. A segurança, a complexidade das soluções e a falta de habilidades são algumas delas. É o que mostra uma pesquisa realizada pela Microsoft no final de 2019. 

O trabalho ouviu mais de três mil tomadores de decisões em organizações empresariais nos Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha, França, China e Japão. O objetivo foi obter uma uma visão holística e de mercado do ecossistema de IoT, incluindo taxas de adoção, dificuldades e benefícios. A pesquisa abordou indústrias de manufatura, atacado e varejo, governo, transporte, assistência médica e de outros setores.

Alguns resultados interessantes

O estudo mostra que a adesão à Internet das Coisas cresce muito rapidamente. 85% dos entrevistados estão em processo de adoção e três quartos deles já têm projetos de IoT em planejamento.

Entre os que já adotam a IoT, 88% acreditam que a tecnologia será fundamental para o sucesso do negócio. Entre os que não ainda não utilizam a IoT, a grande maioria pretende aderir à tecnologia em um intervalo de até dois anos.

Os dados vão de encontro aos divulgados pelo IDC, que espera que haja 41,6 bilhões de dispositivos de IoT conectados até 2025.

Quais vantagens a IoT agrega?

Os entrevistados citaram os principais motivos que os levaram a investir na IoT. O mais relevante deles é a otimização das operações. Muitas empresas estão usando a tecnologia para automatizar processos de negócio e de produção, monitorar e controlar remotamente suas operações, otimizar cadeias de suprimentos e preservar recursos.

Também justificam o uso da IoT os ganhos relacionados à produtividade da força de trabalho. Por meio de dispositivos vestíveis (wearables) habilitados para IoT, por exemplo, colaboradores podem melhorar a tomada de decisão, automatizar tarefas de rotina e acelerar a comunicação, apenas para citar alguns ganhos.

Pedras no caminho

Como tudo o que é novo, apostar em soluções de IoT acompanha alguns desafios. Para 38% dos entrevistados, a complexidade da solução é uma barreira importante para o uso mais amplo da Internet das Coisas. Além disso, a falta de orçamento e de recursos humanos foram apontados por 29% dos participantes como dificuldades a serem superadas.

Conclusões

Se quiser ter informações mais aprofundadas sobre a pesquisa da Microsoft, clique aqui.

Confira também esses dois posts publicados aqui no blog da Autodoc. O primeiro mostra como a IoT pode contribuir para a indústria da construção civil. O segundo apresenta 6 aplicações da IoT na construção civil. Entre elas, o uso de sensores para o controle de qualidade do concreto e de wearables para dar maior segurança aos trabalhadores.

Conte-nos, este conteúdo foi útil para você? Não deixe de compartilhar suas impressões no espaço de comentários. Se curtiu, compartilhe em suas redes!

Até breve!

Autodoc

Author Autodoc

More posts by Autodoc

Leave a Reply