CADEIA DE SUPRIMENTOS: ETAPAS E BOAS PRÁTICAS - Site - Autodoc - Institucional
Skip to main content

Hoje em dia, os seus fornecedores são parceiros ou obstáculos? Não é segredo para ninguém que o sucesso de um empreendimento construtivo está diretamente relacionado ao cuidado com a cadeia de suprimentos.

Quando pensamos na nossa própria empresa, todas as engrenagens estão trabalhando juntas por um objetivo em comum. No entanto, quando precisamos sair dessa bolha e lidar com fornecedores ou parceiros externos, as metas e as formas de comunicação podem ser muito diferentes e até opostas.

Aqui vai uma dica importante e que vai mudar a forma como você enxerga sua cadeia de suprimentos: manter relações não precisa ser complicado. Conhecendo todas as fases da negociação e colocando boas práticas em cada contato, ambos os lados podem se beneficiar de cada operação.

Foi pensando nisso que preparamos um guia definitivo com tudo o que você precisa saber sobre a supply chain. 

O que é a cadeia de suprimentos?

Você já deve saber que a cadeia de suprimentos é uma espécie de rede interconectada que cria um ciclo de fornecimento e uso de materiais até que um produto final chegue ao consumidor. O que você talvez ainda não saiba é que isso vai muito além das cotações e dos contratos.

Estamos falando de uma gestão completa de fornecedores, capaz de incluir diversas empresas em um ecossistema que, quando respeitado, vai gerar resultados mais eficientes e com um nível maior de qualidade para o seu público-alvo e para os seus colaboradores.

Entendendo a cadeia de suprimentos na construção civil.

A construção civil é feita por muitas mãos. Literalmente! 

No caso de uma obra que começa do zero, é preciso olhar para todos os lados e pensar em parceiros que podem te apoiar nas fases iniciais e finais. Confira algumas das partes envolvidas na cadeia de suprimentos na construção civil.

Aquisição de matéria-prima

A importância de tomar a decisão certa na compra de elementos como cimento, areia, pedras e outros materiais de construção parece tão óbvia que pode passar despercebida. Mas a verdade é que essa é uma das escolhas mais criteriosas que você vai fazer. Contar com parceiros de confiança é, em todos os sentidos, criar uma base sólida para um imóvel.

Armazenamento e gerenciamento de estoque:

É cada vez mais comum ver empresas passando por desperdícios devido a roubos e até mesmo danos aos materiais. Por isso, muitas construtoras têm optado por armazenar esses itens em estoques especializados, que também farão um gerenciamento adequado.

Distribuição interna:

Você já passou por complicações ao ter que dividir seus materiais em diversos setores ao mesmo tempo? A distribuição interna envolve a coordenação entre os responsáveis pela logística interna e as equipes de construções para garantir que tudo esteja no lugar certo e na hora certa.

Uso de mão de obra e equipamentos:

Você provavelmente tem colaboradores ou equipamentos terceirizados. E apesar deles serem oficialmente ligados aos seus parceiros, é também sua obrigação se conectar com isso e garantir que tudo ocorra bem, de forma segura e com respeito aos envolvidos. 

Empreiteiros, operadores de máquinas e outros profissionais especializados, bem como a locação de equipamentos, são exemplos de categorias que estão ligadas às ferramentas de gestão da cadeia de suprimentos.

Controle de qualidade:

As inspeções, testes e procedimentos de controle de qualidade garantem os padrões que você sempre quis que fossem atingidos. E isso só pode ser alcançado a partir de uma lógica funcional de supply chain.

Mantenha em mente que, mesmo que algumas coisas fujam ao seu controle quando uma operação envolve fornecedores, você ainda pode – e deve – ter certeza de que o que será entregue passará pelo seu selo de averiguação.

Entrega do projeto finalizado:

Se um projeto está quase acabando, esse é o seu sinal para dar ainda mais atenção aos seus processos de supply chain. Os principais cuidados nessa fase dizem respeito à coordenação do transporte e da logística na construção civil. É isso que vai manter os seus prazos respeitados e gerar entregas que correspondem ao que foi pedido pelo cliente.

Boas práticas para a cadeia de suprimentos.

Agora que você já sabe exatamente o que envolve a cadeia de suprimentos, vale descobrir quais são as dicas para facilitar esses processos e diminuir ruídos. Vamos lá:

Etapa 1: planejamento.

Se cada fornecedor tem uma cultura diferente, como garantir que todos estejam alinhados aos seus valores? Apesar de não ser possível ditar como o trabalho deles será feito, existem caminhos para comunicar a todos quais são seus objetivos, prazos e intenções com o projeto.

Uma vez que um parceiro de qualidade conhece e respeita as suas ideias, ficará muito mais fácil desenvolver operações funcionais e eficientes. Uma boa sugestão é criar um coffee break com diferentes fornecedores para melhorar o networking e transmitir informações que serão valiosas mais para frente.

Etapa 2: fornecimento.

O fornecimento é, de fato, o coração da cadeia de suprimentos. É agora que a sua obra pode pegar um atalho para ter ótimos resultados ou acabar em uma curva errada e estacionar. Dizem que “quem tem contatos, tem tudo”. E essa frase se aplica muito bem aqui. 

Mas ousamos dizer que o segredo não está em ter listas e mais listas de contatos. A melhor opção é saber exatamente quem procurar. A Conaz, por exemplo, é uma excelente alternativa para quem precisa conhecer os principais fornecedores do mercado da construção civil.

Desenvolvida pela Autodoc, a Conaz foi criada para concentrar, gerenciar e otimizar a sua cadeia de suprimentos. Entre seus muitos benefícios, um dos principais é a possibilidade de cotar diversos valores em muito menos tempo. 

Etapa 3: produção.

Uma vez que os negócios foram fechados e os primeiros passos foram dados, já podemos partir para a produção. Se engana quem pensa que a relação com a cadeia de suprimentos termina depois do fornecimento.

É indicado seguir sempre em contato com as empresas participantes da sua rede para garantir que todo o processo ocorrerá conforme o combinado. Uma boa dica que temos para dar é o uso de diálogos transparentes.

Basicamente, tudo deve ser feito com foco em clareza, dado que nesse momento importante, é comum que apareçam divergências, dúvidas e inseguranças. Mantenha tudo sempre visível e estimule o esclarecimento de qualquer questão.

Etapa 4: distribuição.

Os profissionais de um dos seus projetos te ligam para solicitar mais uma leva de matéria-prima. Ao mesmo tempo, o time de uma nova obra chega para pedir exatamente os mesmos itens que estão no seu Centro de Distribuição. O que fazer?

A inteligência de dividir e transportar seus materiais com eficiência é a principal meta da distribuição. Hoje em dia, com a inovação tecnológica, é possível dizer que esse processo já pode ser feito totalmente digitalmente.

Existem programas, como o Conaz, feitos especificamente para solucionar dificuldades de logística e compartilhamento. Com esse cuidado, você consegue evitar o desperdício e proporcionar condições adequadas para todos os projetos que estão acontecendo simultaneamente. 

O que é preciso para ter uma cadeia de suprimentos melhor?

Ao longo dessa leitura, você já deve ter tido vários insights sobre como melhorar sua cadeia de suprimentos. Gostaríamos de dizer que esse é apenas o começo, pois ainda existem diversas outras boas recomendações para você.

A mais importante de todas é a seriedade dos fornecedores. Basicamente, é preciso passar um filtro de segurança em cada uma das possíveis marcas envolvidas no seu orçamento. Cada transação orçamental deve ser feita dentro das conformidades e seguindo processos qualificados.

Outro ponto crucial é ter um sistema para cotações. Quantas horas você vai gastar procurando e-mails e pedindo orçamentos para apenas alguns fornecedores? E vale lembrar que mesmo que você faça diversos contatos, ainda não há garantia de que vai achar o melhor custo-benefício.

Ter uma ferramenta de cotação é, definitivamente, a nossa recomendação para líderes da construção civil que se preocupem com o bom uso do tempo. Afinal, mais do que uma inovação, essa estratégia pode gerar uma economia significativa. 

A influência da tecnologia na cadeia de suprimentos. 

Nós trouxemos alguns exemplos do impacto positivo da tecnologia na cadeia de suprimento. Mas caso você ainda esteja em dúvida acerca da viabilidade desse caminho, nós separamos alguns números surpreendentes da Conaz, uma ferramenta criada especificamente para aprimorar esse passo do seu projeto de construção civil. 

Por exemplo: já são mais de 400 canteiros de obras utilizando Conaz no Brasil. Mais de R$120 milhões foram movimentados com segurança através de transações dentro da plataforma, que envolvem mais de 10.000 fornecedores cadastrados e mais de 50.000 cotações realizadas.

Isso tudo só é possível por meio do uso de Machine Learning, a tecnologia usada por Inteligências Artificiais para gerar respostas ainda mais rápidas e completas aos usuários.

Em outras palavras, é como se você pudesse ter um catálogo enorme de opções para encontrar a matéria-prima em questão com o melhor custo e com a qualidade que você imaginava. Tudo isso com um produto que faz parte de um ecossistema completo, integrado e projetado em detalhes para a construção civil. 

Se você acha que a sua cadeia de suprimentos poderia ser muito melhor, esse é o seu sinal para seguir em frente e começar uma nova era nesse segmento da sua marca. A Autodoc está disponível para apresentar a Conaz e outros diversos produtos de tecnologia para canteiros de obra. Entre em contato e fale com a nossa equipe!

Fale conosco diretamente pelo WhatsApp!

Estamos disponíveis pelo WhatsApp. Escolha a opção que melhor se encaixa e vamos ajudá-lo!
icone vendas

Converse com Vendas

Estamos aqui para ajudar você a encontrar a solução perfeita para suas necessidades. Clique no botão abaixo para iniciar a conversa agora mesmo.

WhatsApp de Vendas

icone suporte

Converse com Suporte

Nossa equipe de suporte está pronta para ajudar a resolver qualquer problema ou responder suas perguntas. Clique no botão abaixo e vamos conversar!

WhatsApp de Suporte

Estamos passando por instabilidades que estão acarretando atrasos no envio das notas fiscais de serviços e boletos. Informamos que estamos trabalhando para uma solução definitiva.

Caso você não tenha recebido o link das notas fiscais e/ou boletos, aguarde o envio.

Em alguns casos, você poderá receber mais de um e-mail repetido. Por favor, desconsidere as informações duplicadas. Se você recebeu o e-mail com informações erradas, por favor, abra um chamado.

Suporte financeiro