O BIM (Building Information Modelling) é uma realidade no mundo e embora ainda esteja em fase de maturação aqui no Brasil, ele é um caminho promissor para inovação e novas perspectivas para a construção civil. Embora muitos pensem que somente grandes construtoras são beneficiadas pela estratégia BIM, este texto busca desmistificar o BIM para ser aplicado na sua empresa, independente do porte dela. 

BIM no Brasil

O ano de 2021 é um marco para a implementação do BIM no Brasil. Isto porque segundo decreto nº 10.306, de 2 de Abril de 2020 fica instituído que o BIM deve ser implementado de forma gradual nos órgãos públicos a partir deste ano. Com isso, todas as licitações e concorrências públicas, passam a exigir a aplicação do BIM em seus projetos. Isso impacta diretamente todos os fornecedores e parceiros em modo cascata. Muito parecido com a estratégia britânica de implementação do BIM. Lá na terra da rainha foi usado o método “Top Down”, em que institui a difusão do BIM de cima para baixo. Em pesquisa realizada em 2019, pelo Professor Mohamad Kassem da Northumbria University e por Ahmed Louay, estudante de doutorado da Sheffield University School of Architecture, 79% dos escritórios de arquitetura do Reino Unido já adotaram o BIM, graças às políticas nacionais promovidas desde 2011. 

Temos o conhecimento que a implementação e maturação do BIM é um grande desafio para o país e estamos juntos para auxiliar nesta jornada.

Como aplicar a metodologia?

Para a implementação de qualquer nova cultura é preciso buscar por capacitação. O BIM não é somente uma nova política a ser adotada pela empresa, mas uma mudança de mentalidade e isso pode ocasionar mudanças estruturais mais profundas. Por isso, a nossa recomendação é: estude. Converse com um especialista, tenha um mentor, participe de seminários e palestras. Atualmente, a internet é um grande propagador de conhecimento, por isso busque por cursos livres que falem sobre o tema. 

O SEBRAE (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) já vem prestando esse auxílio para pequenas e médias empresas, proporcionando cursos para o entendimento da metodologia. Além disso, eles acreditam que o BIM representa redução de custos na obra, transparência no planejamento e precisão nos custos e cronogramas. Portanto, proporciona maior eficiência e confiabilidade.

Vale conferir este curso online e gratuito pelo SEBRAE

Para o SEBRAE, com base em dados da McGraw-Hill Construction, obras que utilizam a plataforma BIM conseguem uma redução de 22% no custo de construção, de 33% no tempo de projeto e execução e de 38% de reclamações após a entrega da obra ao cliente. Todos esses ganhos são resultado da diminuição de erros, de inconsistências e de incompatibilidades dos projetos, e independem do porte do projeto.

Além da capacitação, vale levar em consideração os custos operacionais para a implementação da metodologia, principalmente porque os lucros provenientes da redução de custos nas obras vem a longo prazo. Por isso, é preciso planejamento. Leve em conta o custo da plataforma 4BIM, a atualização dos computadores que comportem um projeto em 3D, os profissionais qualificados para o uso da metodologia e entre outros.

Como são muitos primeiros passos, vale criar um planejamento com prazos para atingir estes objetivos. 

Dá para ignorar o BIM?

Sim e não. A construção civil é um setor que busca por inovações o tempo inteiro e talvez, a médio prazo, permanecer com a mesma cultura que a sua empresa tem hoje, não trará nenhum prejuízo para ela. Porém, em pouquíssimo tempo,  além das estatais, todo o  mercado vai exigir a metodologia BIM e por isso, sua empresa pode ficar para trás neste aspecto. Além de se tornar uma empresa defasada, pode ter dificuldade de conseguir clientes e fornecedores que não estejam integrados à metodologia BIM. Enquanto todas outras empresas estarão trabalhando dentro de um sistema integrado e com vantagens claras, a sua empresa ainda estará trabalhando no sistema tradicional, impactando diretamente na produção e nos custos de um projeto. Por isso, a maneira mais inteligente é a implementação gradual, passo a passo, para não trazer nenhum ônus no futuro da sua empresa. 

Vale pensar sempre: o BIM é uma forma de agregar valor à empresa.  

E aí, a sua empresa está preparada para uma revolução digital? Deixe a sua opinião nos comentários.

Autodoc

Autor Autodoc

Mais posts de Autodoc

Deixe um Comentário